Notícias

Cinco suspeitos tombaram mortos em confronto com a PM na cidade de Londrina

Um casal que os criminosos pretendiam matar, foi abordado pela equipe da PM e encaminhado à delegacia

Um confronto com a Polícia Militar deixou cinco mortos no Conjunto de Chácaras São Miguel, na zona sul de Londrina (PR), na tarde de ontem (30). Os suspeitos estariam envolvidos com o PCC e teriam alugado uma chácara para um suposto Tribunal do Crime, onde um casal seria executado. 
Segundo informações do 30º BPM, o crime seria um desdobramento do caso da mulher que foi encontrada morta em um chiqueiro no Jardim Flores do Campo, na última quinta-feira (25). Ela teria sido assassinada sem a autorização de uma facção criminosa e por isso, os autores do homicídio estariam sendo julgados. Ainda não há informações sobre o estado de saúde do casal.
A Polícia Civil, a Criminalística e o Instituto Médico Legal, foram acionados para os procedimentos de praxe.
O tenente Oliveira, do 30º Batalhão Polícia Militar, esclareceu sobre o Tribunal do Crime que foi flagrado pela equipe em local onde aconteceu um confronto com morte de cinco pessoas, na tarde desta segunda-feira (30).
Policiais foram mobilizados após informações de que algo ilícito ocorria no Conjunto de Chácaras São Miguel, na zona sul de Londrina. “Quando chegamos, descobrimos que se tratava de um tribunal do crime. É um evento onde a equipe faccionada realiza para descobrir uma situação e executar quem é de direito. Eles estavam provavelmente vislumbrando a situação da mulher que foi morta e enterrada no Flores do Campo”, afirma o tenente.
O Tribunal do Crime, ainda segundo o tenente era regado a carne, bebidas, fumo e armas. “Nos receberam armados. Infelizmente realizamos um confronto armado, onde nossos policiais ficaram bem, íntegros e com vida”, ressalta. Três suspeitos de envolvimento com o PCC foram mortos na chácara. Outros dois tentaram fugir, mas também foram atingidos em uma plantação em uma propriedade.
Um casal que os criminosos pretendiam matar, foi abordado pela equipe da PM e encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos.